9 dicas indispensáveis para quem irá adotar o home office em 2021

Saiba como tornar o home office mais satisfatório e produtivo com algumas mudanças na sua rotina e organização e também no espaço de trabalho

Em 2020 o home office pegou muitas pessoas e empresas de surpresa. Um estudo da Fundação Instituto de Administração (FIA) estima que 67% dos negócios tiveram dificuldades para adotar o trabalho remoto.

No entanto, após os desafios iniciais, 94% das empresas atingiram ou superaram suas expectativas de resultados com o home office e, algumas delas, pretendem manter essa modalidade de trabalho.

Além do lado das empresas, no entanto, é essencial observar as demandas dos profissionais atuando em home office, visando tornar essa opção mais satisfatória e produtiva. Confira!

Como tornar o home office mais satisfatório e produtivo em 2021?

Apesar de muitos profissionais afirmarem que mantiveram ou até foram mais produtivos em home office, é importante conhecer – e adotar – uma série de boas práticas nesse modelo de trabalho. Conheça 9 delas a seguir.

 

1. Defina um ambiente para trabalho

É importante que haja uma divisão na casa para estabelecer um local efetivo para o home office, principalmente se a sua perspectiva é continuar com essa modalidade  no longo prazo.

Nem sempre é possível ter um escritório em casa, o que seria o ideal de privacidade e conforto. No entanto, identifique um espaço com boa incidência de luz, silencioso e com ventilação para trabalhar.

Independente do cômodo, como quarto ou sala, é possível colocar uma escrivaninha, fazendo que uma parte do espaço seja voltada às suas necessidades profissionais.

 

2. Escolha móveis ergonômicos

Ainda que no começo do home office tenha sido possível trabalhar do sofá, da mesa de jantar ou mesmo da cama, essas opções não devem ser mantidas no longo prazo, pois comprometem sua saúde e produtividade.

A recomendação é escolher móveis ergonômicos para seu cantinho de trabalho, como uma mesa da altura apropriada (pode depender da sua altura, mas em média 72 cm), cadeira com ajustes, apoio de pé e outros.

Os móveis ergonômicos são aqueles que te permitem ficar na postura correta para exercício das funções, o que é essencial no desenvolvimento do trabalho.

 

3. Entenda que as pausas são importantes

Muitas pessoas lutam com as pausas recomendadas pelos especialistas, afirmando que são esses intervalos que prejudicam a produtividade.

Na verdade, é justamente o contrário, pois sem as pausas para alongar-se, principalmente se trabalhar em frente ao computador, em pouco tempo começará a sentir dores lombares e cervicais que atrapalham qualquer rotina de trabalho.

Portanto, a cada hora, pelo menos, interrompa a atividade que estiver fazendo e faça um alongamento ou caminhe um pouco pelo cômodo.

 

4. Invista na sua saúde física e mental

No home office, principalmente se for contínuo, há uma diminuição da movimentação física e interação social.

Por tais razões nesse modelo de trabalho é ainda mais importante investir na sua saúde física, como por meio de atividades físicas diárias, boa alimentação e boas noites de sono, e saúde mental, cultivando boas relações, meditando ou mesmo buscando auxílio psicológico. 

 

5. Separe fatores profissionais e pessoais

Uma reclamação comum dos profissionais em home office é a dificuldade de estabelecer barreiras entre os aspectos profissionais e pessoais.

Apesar disso, é importante que haja um esforço por todos os membros da família para que haja uma separação mínima.

Isso é importante para que não haja interrupções frequentes durante o trabalho, o que compromete a produtividade, mas também que você não interrompa o almoço, por exemplo, para responder um e-mail. 

 

6. Defina seus horários

Esse aspecto deve ser conversado com a empresa que pode proporcionar mais ou menos flexibilidade.

Independentemente da flexibilidade, é importante ter horários certos para as atividades pessoais e profissionais. Estabeleça alguns horários-chave, como acordar, almoçar, iniciar e encerrar o expediente profissional e dormir, por exemplo.

 

7. Estabeleça prioridades diárias

Você vai ser mais produtivo se tiver sua rotina organizada e também definir previamente quais são as prioridades de cada dia.

Por exemplo, você pode estabelecer uma lista de tarefas e as prioridades de acordo com o prazo de entrega. Outra opção é começar o dia respondendo e-mails e planejando as atividades conjuntas com a equipe.

 

8. Não comprometa seu tempo de lazer e descanso

Um dos fatores mais prejudiciais do home office para os profissionais é quando o tempo do trabalho adentra nos períodos pessoais comprometendo o tempo de lazer e descanso.

Estabelecer um horário para terminar o trabalho é importante para que nenhuma mensagem, telefone ou e-mail sejam respondidos fora do horário destinado a isso.

Lembre-se que a produtividade no longo prazo depende diretamente de manter a qualidade de vida, valorizando o tempo de lazer individual ou familiar e também o descanso, com boas noites de sono.

 

9. Busque ajuda especializada quando necessário

Não é incomum que um profissional em home office comece a ter um desconforto recorrente – que pode ser físico ou mental – mas pense que pode lidar sozinho com isso ou acredita que é temporário.

O auxílio de uma empresa de medicina ocupacional é fundamental para um diagnóstico precoce e cuidados adequados à saúde do profissional.

Com a falta de ajuda especializada, a condição pode agravar-se aos poucos, como a piora de uma dor ou de um estado de ansiedade e depressão.