Não há necessidade de se cadastrar novamente para o recebimento do auxílio emergencial em 2021

Auxilio emergencial em 2021 saiba como se cadastrar

O governo deve usar o cadastro antigo como parâmetro de seleção.

Acredita-se que os novos recursos para o auxílio emergencial 2021 terá como base o cadastro antigo do programa. Tendo em vista os padrões de insuficiência de renda financeira, o governo federal pretende filtrar a lista de candidatos por meio do banco de dados do Ministério da Cidadania. No ano passado, quem não ingressou no CadÚnico teve que fazer o pedido no site da Caixa.

Este procedimento não é necessário para garantir as novas parcelas do benefício do auxílio emergencial em 2021. Segundo apuração do Jornal Folha de S. Paulo, a recuperação do programa deve atender cerca de 40 milhões de brasileiros (no ano passado, foram pagos 68 milhões).

 

Auxílio emergencial 2021 quem pode ser excluído da nova lista de beneficiário:

  • Quem ingressou em novo emprego com contrato de trabalho válido;
  • Quem está recebendo benefícios de pensão, aposentadoria, previdência e ou recursos do seguro-desemprego.

 

O cadastro do auxílio emergencial 2021 poderá ser automático

Segundo o jornal Folha de S. Paulo (Folha de S. Paulo), os executivos entendem que a lista de beneficiários precisa ser filtrada automaticamente. O objetivo é transferir os novos pagamentos apenas para as pessoas mais pobres, a fim de manter o controle sobre o custo do plano. Portanto, não há necessidade de se registrar novamente para o auxílio emergencial 2021.

Antes disso, a estimativa é que a extensão do programa seja liberada em três fases (R$ 250,00 mensais). Essa mudança é vista como uma forma de aproximar o valor do benefício da média de transferência do Bolsa Família.

 

Auxílio emergencial 2021 em discussão pelos governantes

Vale lembrar que Paulo Guedes, ministro da Economia, disse que a Câmara de Comércio, o Senado e o Presidente da República solicitaram a retomada do benefício emergencial. No entanto, o responsável pelo ministério afirmou que o plano só pode ser implementado se for aprovada a PEC de urgência (como em 2020).

O ex-secretário do Ministério da Fazenda e o atual economista-chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida em 11 de fevereiro de 2021 explicou que:

“Teremos duas pautas: uma é vacinação em massa para melhorar a imunidade das pessoas e garantir o retorno seguro ao trabalho; e o preço do auxílio emergencial de 600 reais, que caiu para 300 reais. E agora, pode ser reduzido, por exemplo, para 250 reais”