Ad Horizontal

Fazer uma reforma residencial é uma excelente maneira de deixar o seu lar mais bonito, aconchegante, seguro e com a sua cara.

Porém, além destes aspectos, a reforma residencial pode também ajudar a valorizar o seu imóvel - o que é ótimo, caso você queira alugá-lo ou vendê-lo daqui algum tempo.

Reforma residencial
Por isso, no artigo de hoje, nós separamos para você os principais tipos de reforma residencial que contribuem para a valorização de um imóvel.

Então, se você quer saber quais são, é só continuar acompanhando as dicas com atenção.

4 tipos de reforma residencial que valorizam o seu imóvel

1. Pintura

O primeiro tipo de reforma residencial que ajuda a valorizar o seu imóvel é renovar a pintura. É isso mesmo.

Reforma residencial pintura
Essa simples, rápida e não tão cara mudança, já contribui para que a casa ganhe um novo visual e que cada ambiente fique totalmente repaginado.

E para essa reforma, o mais recomendado é utilizar tons neutros e claros como branco, cinza e bege, pois assim é mais fácil de combinar diferentes estilos de decoração e há mais chances de agradar a todos os gostos.

A estética da casa é algo que a maioria das pessoas avalia logo de cara, quando está em busca de um imóvel para alugar ou comprar.

2. Pisos

É comum com o passar do tempo que os pisos da sua casa sofram algum desgaste ou que até mesmo rachem e quebrem. Fora que alguns modelos ficam fora de moda, visto que são muito antigos.

Reforma residencial piso
Por isso, outra reforma relevante para você fazer em seu imóvel, de modo a valorizá-lo é trocar os pisos dele.

E neste aspecto, vale a pena investir em pisos que sejam de porcelanato ou cerâmicos.

Isso porque, esses revestimentos são mais duráveis (resistentes), se adequam bem ao clima do nosso país e são mais fáceis de limpar.

3. Instalações elétricas

As instalações elétricas são uma parte de suma importância para qualquer residência, afinal, nós precisamos de energia para praticamente tudo no dia a dia.

Reforma Residencial instalcao eletrica
Por isso, se você quer valorizar o seu imóvel, é essencial que a parte elétrica esteja funcionando de maneira adequada.

De repente, pode ser necessário trocar o quadro de energia, os disjuntores e a fiação (visto que ela se desgasta com o tempo), talvez seja preciso reorganizar a distribuição das tomadas e interruptores, e assim por diante.

E para esse tipo de reforma, é importante que você contrate profissionais qualificados para realizar o serviço, afinal, ficar mexendo nas instalações elétricas sem ter o conhecimento necessário pode ser um grande risco.

Portanto, pesquise por profissionais e empresas que possuam expertise nessa área.

Assim, você terá à disposição profissionais que poderão fazer todo o trabalho necessário referente a parte elétrica, desde a avaliação inicial até a elaboração do laudo elétrico e as mudanças em cada ambiente.

Segurança em primeiro lugar!

4. Hidráulica

Ninguém quer comprar ou alugar um imóvel que tenha vazamentos, infiltrações, registros e torneiras danificadas, e problemas com tubulações e válvulas.

Por isso, reformar a parte hidráulica da residência é outra ação de suma importância para que tudo esteja sempre dentro dos conformes.

Reforma residencial hidraulica

Dicas extras

Além desses quatro aspectos que apresentamos para você, existem alguns outros pontos que também podem ajudar na valorização do seu imóvel. São eles:

Fazer modernizações/automações;

  • Reformar a fachada;
  • Fazer reparos no telhado;
  • Trocar o forro se estiver deteriorado;
  • Fazer melhorias nos banheiros e na cozinha (cômodos mais valorizados);
  • Cuidar de detalhes como maçanetas, iluminação, rodapés, etc.; 
  • Limpar ou substituir vidros;
  • E reparar as paredes e o teto, caso haja umidade, mofo e rachaduras. 

Dessa forma, fazendo essas reformas, o seu imóvel pode valorizar 15%, 20% ou mais!

Planejamento financeiro

Para finalizar, nós não podemos deixar de falar sobre um aspecto crucial para a sua reforma residencial: o planejamento financeiro.

Isso porque, fazer reformas envolve diversos gastos com materiais, produtos e mão de obra, afinal, você pode precisar de engenheiros, arquitetos, designers, pedreiros, pintores, marceneiros, entre outros profissionais.

Portanto, antes de dar início a qualquer tipo de reforma, faça um bom e detalhado planejamento financeiro. 

Avalie custos e valores, faça cotações e vá anotando tudo em uma planilha, por exemplo, para ter um controle maior e uma visão mais clara referente aos gastos da sua reforma residencial.

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado. E se você gostou das informações apresentadas, compartilhe o conteúdo para que mais pessoas possam conferi-lo. Até a próxima!

Poste um Comentário

Amigo leitor, deixe o seu comentário :)

Postagem Anterior Próxima Postagem

Ad Quadrado Artigo